Wellington Dias define prioridades para Bolsa Família e acesso à habitação rural

O Ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias (PT), se reuniu no último dia 13 com o governador do estado, Rafael Fonteles (PT-PI) e o vice-governador de Piauí, Themístocles Filho (MDB), para discutir os programas do ministério como o – Bolsa Família – que tem sido fundamental para a diminuição da fome em todo o País.

Durante a reunião, o ministro enfatizou a importância de garantir acesso a programas sociais, especialmente o Bolsa Família, e apresentou medidas para garantir a implantação do novo Bolsa Família, incluindo a atualização do Cadastro Único e o programa Busca Ativa. Ele também discutiu a retomada do Programa Minha Casa Minha Vida em parceria com o Ministério das Cidades e programas de habitação rural integrados.

Cadastro Único

Wellington Dias destacou a importância da segurança alimentar e propôs o apoio a restaurantes populares e cozinhas solidárias, além do cartão Bolsa Família. Ele identificou quatro áreas principais que precisam ser abordadas: habitação rural, segurança alimentar, garantia de documentação e geração de trabalho e renda. Ele também propôs a implementação de um programa piloto para o Cadastro Único.

O ministro deu foco às prioridades de seu ministério e apresentou medidas para a atualização do Cadastro Único, programas de ligação entre as cidades, retomada do Programa Minha Casa Minha Vida em parceria com outros ministérios, além da segurança alimentar por meio dos restaurantes populares, cozinhas solidárias e cartão Bolsa Família.

Bolsa Família

Wellington Dias enfatizou a importância de garantir o acesso dos cidadãos a esses programas. O programa piloto para o Cadastro Único (Cadastro Único) permitiria aos órgãos dos governos federal, estaduais e municipais identificar os cidadãos elegíveis aos benefícios, mas que não os recebem. Ele propôs que essa busca ativa ocorra para garantir que os beneficiários tenham direito a recebê-los.

Por fim, os novos pagamentos do novo programa Bolsa Família devem começar a partir de março de 2023 integrando um benefício de R$ 150,00 por criança. Segundo ministro, até lá, todos aqueles considerados elegíveis após serem devidamente cadastrados e aprovados.

Com Informações do Jornal Diário do Povo

Cotação Dólar | USD para BRL

relacionadas

talvez você goste