Conecte-se conosco

Cotidiano

Lázaro Barbosa é capturado e morto

Após uma caçada que durou 20 dias, policiais localizam, capturam e matam o assassino e estuprador que aterrorizava o Distrito Federal

Publicado

em

Após 20 dias de uma caçada pelas matas do estado do Goiás, um contingente formado por 270 policiais entre militares, civis e federais finalmente capturou o assassino e estuprador Lázaro Barbosa na manhã desta segunda-feira 28 de junho de 2021.

O cerco a Lázaro durou mais de duas semanas, período em que ele se deslocava pelo interior de matas e utilizava a rota de rios para cobrir suas pistas de deslocamento. Condenado por crimes em dois estados e no Distrito Federal, ele era procurado desde o início de junho quando foi acusado pela morte de quatro pessoas de uma mesma família em Ceilândia, no Distrito Federal. Poucos dias depois, mais uma morte, o caseiro de uma fazenda no Goiás, região de Girassol.

O governador do Goías, Ronaldo Caiado, foi o primeiro a dar a notícia. Era o desfecho de uma caçada que ocupou o noticiário nacional e que mobilizou a opinião pública.

“Acabo de receber neste momento uma informação de todas as equipes que estão na região de Cocalzinho que o Lázaro foi preso”,

governador Ronaldo Caiado.

Por mais de duas semanas, o contigente de quase três centenas de policiais utilizou de drones a cães farejadores. Helicóptero e um caminhão com plataforma elevada de observação foram utilizados. Os esforços pareciam em vão nesta que se tornou a mais intensa fuga cinematográfica de um criminoso no país.

Durante a perseguição, segundo informações da polícia, Lázaro Barbosa invadiu pelo menos 11 fazendas, troco tiros com moradores, policiais e até um oficial da Força Aérea Brasileira (FAB). Num dos episódios da caçada, ainda fez uma família de refém.

Capturado, Lázaro foi morto no confronto pela força-tarefa.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Todos os Direitos Reservados © 2021 | Portal Capital Teresina | Jornal Diário do Povo | Editora Capital Teresina Ltda