Apoiadores de Bolsonaro se concentram no 25º e questionam a eleição de Lula

Apoiadores do presidente Bolsonaro (PL) se concentraram nesta quarta-feira (2) em frente ao 25º Batalhão de Caçadores, no Centro de Teresina, para questionar a eleição de Lula no segundo turno. O ato, denominado de Resistência Civil, pede liberdade ao Exército Brasileiro.

Os organizadores também pediram ao participantes do ato para que não concedessem entrevista para a imprensa.

Em microfone, os organizadores se revezam em seus discursos, quase sempre ovacionados pelos participantes.

“Aqui não é para falar do presidente Bolsonaro. Estamos aqui pelo Brasil, pela pátria, somos resistência. Não falem também do Lula e nem da esquerda. Somos um movimento pacífico”, disse um dos manifestantes, antes de ler uma mensagem, que teria sido enviada por uma liderança ligada ao presidente.

Em outro momento, um dos organizados afirmou que está cansado de viver numa sociedade desigual.

“Estamos cansados de viver numa sociedade com desigualdades. Estamos representando o Brasil e a pátria amada. Estamos representando o Brasil. Não se dispersem. Estamos cansados da falta de educação, segurança e saúde”, destaca.

Manifestação de caminhoneiros
Caminhoneiros bolsonaristas contrários à eleição do presidente eleito Lula realizaram manifestação em Teresina na madrugada na terça-feira (1). Eles bloquearam o trânsito na BR-316, no trecho que dá acesso à Ponte da Tabuleta, que liga a capital ao município de Timon (MA).

Da Redação

Com Informações do Diário Piauí | Jornal Diário do Povo

Cotação Dólar | USD para BRL

relacionadas

talvez você goste