19/03/2017 - 15:04

SEMTCAS realiza ação para cadastrar famílias de comunidades de Terreiros no CadÚnico

Atualmente, em Teresina, existem 761 famílias pertencentes às comunidades de terreiros cadastradas

Com o intuito de conhecer a realidade socioeconômica das famílias pertencentes aos grupos populacionais tradicionais e específicos de Teresina, a Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e Assistência Social (SEMTCAS), por meio da Gerência de Programas de Renda Mínima e Benefícios, iniciou, neste sábado (18), a inclusão no Cadastro Único das famílias pertencentes às comunidades de terreiros, situadas nas zonas Sul, Sudeste e Leste da capital.

Foto: Ascom

Segundo o secretário municipal do Trabalho, Cidadania e Assistência Social, Samuel Silveira, a identificação de famílias de grupos populacionais tradicionais e específicos é motivada pela necessidade de se conhecer a realidade socioeconômica desses segmentos. “A partir dessas informações, é possível elaborar políticas sociais direcionadas a essa população, e que proporcionem, assim, uma melhoria de suas condições de vida”, diz o gestor.

Luiza de Marilac, gerente de Programas de Renda Mínima e Benefícios da SEMTCAS, explica que por meio do Cadastro Único é possível identificar e caracterizar as famílias de baixa renda, entendidas como aquelas que têm renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa ou renda mensal total de até três salários mínimos.

“Podemos conhecer a realidade socioeconômica dessas famílias; levantar informações de todo o núcleo familiar, das características do domicílio, das formas de acesso a serviços públicos essenciais e, também, dados de cada um dos componentes da família”, complementa Luiza de Marilac.

Para Mãe Eufrasina Gomes Aurélio, representante da Tenda Espírita Santa Bárbara, localizada no bairro Santo Antônio, zona Sul da capital, a ação facilitará a implementação de políticas públicas que possam garantir os direitos sociais das comunidades de terreiros.

Atualmente, em Teresina, existem 761 famílias pertencentes às comunidades de terreiros cadastradas. Esta ação visa garantir a elas o direito de acesso a programas sociais do Governo Federal. A ação também será realizada no dia 1º de abril, nos terreiros na zona Norte de Teresina.


Fonte: Ascom