04/09/2017 - 08:42

Parada da Diversidade reúne grande público com homenagens e atrações nacionais

Evento se destaca por debater temas relacionados aos direitos dos LGBT.

Autor: Claryanna Alves

Encerrando a programação da Semana do Orgulho de Ser, quando foram levantados debates acerca de ações educativas e de saúde em favor da população LGBT, a 16ª Parada da Diversidade de Teresina homenageou duas pessoas importantes para a luta do segmento.

Foto/Gabriel Torres

Este ano foram escolhidos para as homenagens o médico Noronha Filho e o idealizador do coletivo Salve Rainha, Francisco das Chagas Júnior, que também era a  drag queen "Kency Porta".

“Primeira vez que homenageamos pessoas in memoriam. E são duas pessoas importantes: o Dr. Noronha, que esteve com a gente do Matizes desde o início, e o Júnior, representado pela Kency, sua drag. E o Júnior contribuiu bastante pela luta, pela igualdade através de produção cultural. Essa será a primeira edição sem os dois. Ao mesmo tempo em que estamos felizes em fazer essa homenagem, estamos tristes por não estarem participando”, explica a coordenadora do Grupo Matizes, entidade responsável para organização da Parada, Marinalva Santana.

Durante o percurso da Parada da Diversidade, sà 17h30, foi feita uma homenagem aos padrinhos escolhidos. Logo após, os participantes seguiram até Ponte Estaiada (zona Leste), onde aconteceu os shows com Djs e atrações nacionais, sendo escolhidos este ano os cantores nacionais Karol Conka e Liniker e os Caramelows. Além da apresentação dos artistas locais, DJ Marcio Brytho, Nanda Machado e Chandelly Kidman. 

Para animar e fazer referência aos homenageados, bonecos gigantes dos padrinhos realizaram o percurso e teve também o Bloco da Kency, quando parte do coletivo desfilou em cima do trio e uma outra parte embaixo, na avenida. “A ideia é que a gente se reveze e que todo mundo possa se unir e participar”, conta Maria Clara Paz, integrante do Coletivo Salve Rainha. 

Para Renata Reis, atual presidente do Coletivo Salve Rainha, a escolha da Kency foi muito importante para o Projeto. “Para o Salve Rainha, é muito importante a Kency e o Júnior estarem recebendo essa homenagem, porque ele está rompendo mais uma barreira. Ele já rompeu várias e, mesmo depois que ele morreu, continua rompendo essas barreiras, que é a representatividade”, comemora. 

Renata destaca que a Kency é uma referência de luta e resistência, assim como representatividade. “Isso não é só importante para o Salve Rainha, mas também para os movimentos que trabalham com o tema, os grupos gays, LGBT, drags. Isso dá só mais força para esse tipo de movimento. Não só para o Salve como para as pessoas que trabalham com esse contexto para que se combata o preconceito”, destaca a presidente do Coletivo.

Movimento de direitos

O tema da 13ª Semana do Orgulho de Ser, que aconteceu entre os dias 26 e 31 de agosto, foi: “Liberdade, liberdade, abre as asas sobre nós”. Nela foram levantadas questões importantes sobre o universo LGBT com o objetivo de levar informação para a população em geral e dar espaço de representatividade para esse público específico.

Foto/Gabriel Torres

“Nós temos a compreensão que a Parada está acontecendo em um momento que a política está querendo diminuir os nossos direitos. Por conta disso, escolhemos esse tema de ‘Liberdade, Liberdade’. Mas nossa alegria e irreverência incomodam a bancada evangélica, que tenta a todo custo tirar nossos direitos”, diz Marinalva Santana. 

Atrações artísticas

Os artistas nacionais escolhidos para se apresentarem na Parada deste ano, Karol Conka e Liniker e os Caramelows, trazem em suas letras versos importantes sobre o feminismo e identidade de gênero.

“Pensamos que esses artistas conseguem dar voz para temas importantes para a sociedade, como a força da mulher, a liberdade de amar quem quiser, o espaço para os negros e mulher negra. São referências atuais importantes”, explica a coordenadora do Matizes.


Fonte: Diário do Povo