08/02/2018 - 09:45

Chuva alaga várias ruas e deixa o trânsito da cidade complicado

Os problemas, segundo os moradores, são recorrentes

Os teresinenses acordaram com dificuldades para sair de casa na manhã de ontem (7) por conta da chuva que teve início ainda na madrugada. O resultado foi sentido em muitos locais na capital. Quem conseguiu sair encontrou ruas alagadas e congestionamentos em diversos pontos da cidade, como na avenida Presidente Kennedy, alguns trechos da avenida João XXIII, Ponte da Primavera (ou Petrônio Portela) e avenida Industrial Gil Martins. Muitos dos problemas já são recorrentes, segundo moradores das regiões, e nunca são solucionados pelas autoridades responsáveis.

“As pessoas deixam para sair mais tarde, esperando a chuva ficar mais fraca. E quem tem carro e costuma guardar na cagarem, tirou hoje. As pessoas que dependem de ônibus acabam tendo que pegar táxi ou algum aplicativo de transporte. As paradas de ônibus não têm proteção nenhuma e as ruas estão sempre alagadas, por isso o congestionamento é tão grande” reclama o motorista Francisco Miranda.

No cruzamento das ruas Pedro Avelino e Dácio Araújo, no bairro São Cristóvão, zona Leste de Teresina, segundo moradores, alagamentos são recorrentes. “Tem cinco anos que quando dá uma chuva a rua fica alagada. Quem trabalha aqui perto não tem como chegar ao trabalho sem atravessar o alagamento. Às vezes, a água bate no joelho”, reclama Francisca Gonçalves, recepcionista.

Em período de chuva, diversos pontos da cidade enfrentam problemas de mobilidade, alagamentos, congestionamentos e dificuldades com a visão do motorista. Samyra Motta, gerente de Educação de Trânsito da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (STRANS), sugere aos motoristas cuidado redobrado. “É importante ligar os faróis, manter uma distância maior dos outros veículos, pois os freios não funcionam tão bem em pista molhada, e tem que andar sempre devagar. Para evitar o congestionamento, é bom sair mais cedo de casa”.

 


Fonte: Jornal Diário do Povo