10/01/2018 - 16:06

Capitão que matou namorada deve ser expulso este mês

Camila Abreu era estudante de Direito e namorava o policial Allisson Wattson há 10 meses

O inquérito que investiga a morte da jovem estudante Camila Abreu, morta no final do ano passado pelo então namorado, capitão da Polícia Militar, Allisson Wattson, deve ser concluído até o final deste mês de janeiro.

De acordo com a Corregedoria da PM-PI, o militar deverá ser expulso da corporação ao final da conclusão do inquérito. O processo administrativo foi aberto 10 dias após o crime, contudo, a polícia ainda aguarda o depoimento de testemunhas para finalizar o processo. O prazo final é de 40 dias e se estendeu devido o recesso de final de ano.

Além do processo de expulsão da PM, Allisson Wattson vai responder ainda por homicídio duplamente qualificado por feminicídio e sem chances de defesa à vítima, ocultação de cadáver e fraude processual.

O crime

Camila Abreu, de 22 anos, era estudante de Direito e namorava o policial Allisson Wattson há10 meses, quando no dia 26 de outubro desapareceu após sair com ele. Depois de dias de investigação, a Delegacia de Homicídios descobriu que o militar a matou com um tiro no rosto dentro do seu carro, jogou o corpo em um matagal e tentou limpar os indícios do crime, inclusive com a tentativa de se desfazer do veículo. 

Preso, ele confessou o crime, e investigações apontam que ela era constantemente agredida e alvo dos ciúmes do homem que a pressionou num relacionamento abusivo e doentio.


Fonte: Diário do Povo