25/04/2018 - 14:03

AVC pode atingir qualquer idade; Saiba as causas e como prevenir

O AVC, ainda segundo o médico, não apresenta sintomas prévios, na maioria das vezes

Autor: Thauana Cavalcante

No final de semana passado, o juiz piauiense Jônio Evangelista Leal, de 38 anos, sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC), quando estava praticando atividades físicas em uma academia da cidade. O fato faz médicos reafirmarem que o AVC pode atingir qualquer idade, mesmo sendo mais comum em pacientes com mais de 50 anos.

“As principais causas do AVC estão relacionadas a fatores cardiovasculares como hipertensão, diabetes, arritmias cardíacas e cardiopatias. Ele é mais comum em pessoas na casa dos 50 anos, mas também pode ocorrer nos pacientes mais jovens e também em bebês”, diz o neurologista Irapuá Ricarte, especialista em doenças cerebrovasculares agudas e neurointensivismo.

Foto: Divulgação/Internet

O AVC, ainda segundo o médico, não apresenta sintomas prévios, na maioria das vezes. Normalmente, quando se tem um acidente vascular, a pessoa pode perder a capacidade de falar, língua enrolada, perda de visão de forma súbita, perda de força ou de sensibilidade de um lado do corpo.

“Ao apresentar um desses problemas é importante que o paciente procure com urgência um hospital com neurologista o mais rápido possível. O AVC tem tratamento, mas tem um tempo limitado. Na maioria das vezes, a gente só pode tratar até seis horas do início dos sintomas”, destaca o neurologista.

As formas de prevenção ao AVC são o controle dos fatores de risco como hipertensão, diabetes e de forma geral deixar o tabagismo, praticar atividades físicas de forma regular, ter uma dieta adequada e perder peso.

No Piauí existe o Pense Bem AVC – Acidente Vascular Cerebral, que é um projeto de prevenção ao derrame cerebral idealizado por neurocirurgiões brasileiros da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN). O programa visa levar uma mensagem educativa à população em geral, direcionada, no entanto, a todos os indivíduos que estão sob maior risco (idosos, hipertensos, diabéticos, dislipidêmicos, nefropatas etc).

O Pense Bem atua em diversos setores, nos bairros, para a comunidade em geral, em escolas e em parceria com instituições do ensino superior, além da participação e promoção de eventos. No ano de 2015, o projeto acompanhou 401 hipertensos e diabéticos na comunidade do Poti Velho, e, realizou, dentre outras atividades, 55 palestras em bairros, durante visitas e em cursos no Centro Integrado de Reabilitação (Ceir) e em eventos em Teresina.

Dados
O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma das maiores causas de morte e incapacidade adquirida em todo o mundo. O Brasil apresenta a quarta taxa de mortalidade por AVC entre os países da América Latina e Caribe, segundo o Ministério da Saúde. O Piauí é o Estado com mais mortes por AVC, segundo dados divulgados em 2016. No ano passado, o Centro Integrado de Reabilitação (Ceir) no Estado, atendeu 71 pacientes com sequelas de AVC.


Fonte: Diário do Povo