18/04/2017 - 12:21

Regina Sousa diz que brigará pela reeleição

O governador Wellington Dias também defendeu uma candidatura de Regina.

Autor: Manuel José

A senadora Regina Sousa em entrevista ao Jornal Diário do Povo voltou a dizer que quer ser candidata à reeleição e que conta com o apoio do Partido dos Trabalhadores e do governador Wellington Dias (PT). Segundo ela, é legítimo que esteja apta para disputar a reeleição, visto que tem desempenhado um bom trabalho no Senado.

Foto/Reprodução 

Contudo, Regina diz que é necessária uma série de conversas com os partidos que hoje negociam com o governador. Para ela, é inviável “colocar a faca na garganta” dos aliados, pois se trata de um processo.

“Claro que tem que haver as conversas, mas é claro que eu também tenho o direito de reivindicar. O partido tem se posicionado que quer reivindicar a vaga pro Senado, mas estamos abertos às negociações, ninguém pode impor nada e nem colocar a faca na garganta, pois se trata de um processo que o govenador comanda e ele saberá as decisões que tomar. Acho que se tiver que ser candidata a alguma coisa é lógico que será a reeleição”, disse em entrevista.

O governador Wellington Dias também defendeu uma candidatura de Regina. Para ele, a senadora é o principal nome para a disputa ao Senado, pois além de ser atualmente titular da cadeira, ela tem se articulado e possui uma boa avaliação. Contudo, Wellington disse que só tratará abertamente sobre o assunto em 2018.

“A senadora Regina é um orgulho para todos nós que a conhecemos, alguém que tem uma bela história e tem muita dedicação às causas sociais e das mulheres. É legítimo que quem está no mandato se candidate à reeleição, mas vamos tratar disso só em 2018”, disse o governador.

As conversas em relação a 2018 podem ganhar novos contornos com o passar dos meses. Pelo menos três partidos disputam a vaga com o PT. Além de Regina Sousa, nomes como o do deputado Júlio César (PSD), o ex-senador João Vicente Claudino (sem partido), Frank Aguiar (PRB) e até mesmo um nome do PSDB é especulado.

Pelo acordo feito entre o governador e o PP, até o momento, o único nome certo é o Ciro Nogueira, que buscará a reeleição. Wellington terá que se desdobrar para acomodar todos os partidos e abrir brechas para que a base seja contemplada. 


Fonte: Diário do Povo