20/03/2018 - 09:24

Velocímetro de veículo envolvido em acidente registrou 220 km/h

Os dois carros ficaram bastante destruídos e a pista ficou repleta de destroços do acidente

Autor: Thauana Cavalcante

Uma colisão envolvendo dois veículos de luxo- uma BMW e um New Beetle - resultou na morte de duas pessoas entre as cidades de Altos e Campo Maior, na BR-343, no domingo (18). Os dois carros ficaram bastante destruídos e a pista ficou repleta de destroços do acidente.

De acordo com informações da PRF-PI, o acidente aconteceu quando a BMW subiu em uma proteção da BR-343, bateu na cabeceira da ponte, atravessou a pista e pegou fogo. O New Beetle que vinha logo atrás não conseguiu frear e bateu na traseira. Com o impacto, morreram Pedro Barbosa Carvalho Filho, passageiro do New Beetle,  e  José Luis de Paiva Igreja Segundo, motorista da BMW. O motorista do New Beetle sobreviveu e foi identificado apenas como João Neto.

Pela gravidade do acidente, a Polícia Rodoviária Federal (PRF-PI) suspeita de excesso de velocidade. “Nós ainda estamos fazendo um levantamento do que aconteceu, com certo cuidado, para depois divulgarmos. Mas, pela deformação dos veículos e a gravidade do acidente, suspeitamos de excesso de velocidade. Nos meus 24 anos de profissão, nunca tinha visto um acidente neste nível de complexidade”, destaca o inspetor Welendal Tenório, superintendente da PRF-PI.

A PRF recebeu imagens que mostram possivelmente os velocímetros dos dois veículos - um com 180 km/h e outro com 220 km/h, mas as imagens ainda estão sendo analisadas. No Piauí, pelo fato das pistas serem simples, a velocidade máxima permitida é de 100Km/h, segundo o inspetor.

Para poder analisar o caso com mais cautela, a PRF pediu a prorrogação da entrega do laudo da ocorrência. Todo trabalho deve ser feito em 30 dias. “Nós geralmente fazemos isso em cinco dias, mas dado a complexidade e a gravidade do acidente, pedimos um tempo maior, de 30 dias, para levantar as informações corretas e com base na realidade do que aconteceu”, afirma Welendal Tenório.

O trabalho da PRF está sendo executado em parceria com a Polícia Federal no Piauí, que vai coletar áudios, vídeos que circulam pelas redes sociais e ouvir os nove motoristas que aparecem em uma foto antes do acidente. A Polícia abriu inquérito e investiga se os motoristas estavam realizando um racha na BR. Caso isto seja comprovado, os sobreviventes envolvidos serão indiciados pelo crime e terão as CNHs cassadas.

Vítimas

O velório de José Luís de Paiva Igreja Segundo aconteceu ontem, 19, em uma funerária localizada na avenida Miguel Rosa durante a manhã. Já o ocupante da BMW, Pedro Barbosa de Carvalho Filho, foi velado em uma residência no bairro Acarape. Seu enterro aconteceu no final da manhã no Cemitério São Judas Tadeu, bairro São Cristóvão. A terceira vítima do acidente, identificada apenas como João Neto, foi internada em um hospital particular de Teresina e seu estado é considerado estável, sem apresentar risco de morte.


Fonte: Jornal Diário do Povo