09/05/2017 - 12:12

Policiais civis são presos por fraude em concurso

Os presos estão sendo levados para a Academia de Polícia Civil do Estado.

Autor: Capital Teresina

Agentes da Polícia Civil do Piauí foram presos, suspeitos de fraudar concursos públicos no Piauí e em outros estados da região Nordeste. A Operação "inflitrados" foi deflagrada pelo Grupo Repressão ao Crime Organizado (Greco) na manhã desta terça-feira (09). A o todo 21 pessoas foram presas, entre eles 12 policiais civis, dois estão foragidos. 

Foto/Polícia Cívil 

Ao todo foram 23 mandados de prisões preventivas, temporárias, conduções coercitivas e buscas e apreensões nas cidades piauienses de Teresina, Campo Maior, Pedro II, São Raimundo Nonato, Fortaleza-CE e Araripina-PE. Dos investigados, 16 são policiais civis.

"Eles pegavam pessoas, que faziam as provas e o gabarito era repassado aos que compravam. O valor pago geralmente era 10 vezes o do salário de um policial civil, chegando até R$ 50 mil", disse o coordenador do Greco delegado Willame Moraes.  

Foto/Thiago Amaral 

De acordo com as investigações,  os suspeitos teriam fraudado o concurso público de agente de Polícia Civil do Piauí realizado em 2012. As investigações tiveram inicío no passado após a operação Véritas (que investigou fraude no concurso do Tribunal de Justiça do Piauí) e operação Vigiles (que investigou fraude no certame do Corpo de Bombeiros).

Os presos foram levados para a Academia de Polícia Civil do Estado (Acadepol).O delegado geral Riedel Batista, afirmou que os policiais devem ser expulsos da corporação.

A operação contou com apoio de cerca de 100 policiais civis do Greco, Corregedoria de Polícia Civil, Diretoria de Inteligência da SSP-PI, Gerência de Polícia do Interior e Metropolitana.