08/02/2018 - 08:23

Corso, blocos e escolas animam o Carnaval nos municípios

As cidades de Barras, Floriano, Água Branca, Luís Correia e Altos são as que mais recebem turistas

Autor: Thauana Cavalcante

O Carnaval de Teresina este ano será comandado pelos blocos de rua, que estarão espalhados pelos diversos bairros da cidade. Já nas cidades do interior, a festa fica por conta de bandas de axé e forró, bloquinhos e até desfiles de escolas de samba. As cidades de Barras, Floriano, Água Branca, Luís Correia e Altos são as que mais recebem turistas neste período.

Em Barras, a programação começa na sexta (9), a partir das 17h, com o Bloco Carnaval da Melhor Idade e vai até terça-feira (13) com o típico “mela-mela” em “Blocos de Sujos”. A programação inclui atividades voltadas para a terceira idade, a realização do Corso, blocos de rua e também apresentações de bandas de axé. O cantor Iohanes, Fabrícia e Banda e Oz Bambaz são as atrações principais. 

Em Floriano, a folia começou ainda em janeiro, com a escolha das majestades. A festa continua na semana do Carnaval e só termina na terça-feira (13), com o terceiro arrastão com a banda Selva Branca. Além das atrações musicais, entre elas Ricardo Chaves como a principal, a festa terá ainda o Carnaval da terceira idade e a volta das escolas de samba, que acontecerá nos dias 11 e 13 de fevereiro. A cidade também será tomada por blocos durante este período.

A organização espera um público de 15 mil pessoas durante as festividades e com o cantor Ricardo Chaves, na noite da segunda-feira (12) espera um público de 25 mil foliões. 
Em Água Branca, um dos maiores carnavais do Estado, a novidade este ano é o desfile dos paredões de som. A festa na cidade inicia nesta sexta, dia 9, com o Bloco dos Paredões. Os shows acontecerão na Praça de Eventos, a partir das 22h. Entre as principais atrações estão as bandas, Chicana, Iohannes, Júnior Viana e Pedrinho Pegação.

Em Luís Correia, litoral do Estado, uma das grandes atrações é uma festa privada, com duração de quatro dias e diversas atrações, entre elas, Aviões do Forró, Gabriel Diniz, Biquini Cavdão, Wesley Safadão e O Rappa. 

Em Altos, a festa será animada por bandas locais e regionais. Kaio Stronda e a Banda Rapazona se apresentam no dia 10. Já no dia 11, a folia inicia às 16h com o Carnaval Infantil, com animação do Forró de Mais. Em seguida, as bandas Bicho Q Balança e Gang & Cia comandam a festa. O dia 12 de fevereiro foi reservado para os proprietários de carros de som agitarem na Praça Cônego Honório. E no dia 13, a folia fica por conta das bandas O Rodo da Bahia e D'Pileki.

Blocos
Apesar de incrementarem o Carnaval com outras atrações, os municípios citados não deixaram de lado a folia e alegria dos blocos. Já tradicionais ou mais novos, esses grupos costumam fazer a festa durante os dias de Carnaval.

Em Floriano, por exemplo, existe o Bloco das Virgens, que se caracteriza só por homens vestidos de mulher e vice-versa. Eles fazem sua festa nesta sexta, dia 9, em frente à sua sede (Bar do Zé Gatão). A cidade conta também com o Bloco dos Piratas, que se apresentam na segunda, dia 12. 

Em Barras, a folia fica por conta do Bloco dos Sujos, que se apresenta na terça-feira, dia 13, às 18h. Outro bloco também bastante falado é o Bloco dos Gatões, que anima o Carnaval de União. O grupo já tem mais de 30 anos de existência e preenche o vazio do desfile das escolas de samba que acontecia na cidade.

Sem verba
Apesar de movimentar o turismo e a economia nas cidades, o Carnaval não será realizado em alguns municípios do país este ano, segundo levantamento do portal de notícias G1. No entanto, no Piauí, não foi registrado nenhum cancelamento de festa. 

A principal queixa dos municípios é a falta de verba. Outros alegam problemas de segurança, saúde, clima e em uma delas, os moradores optaram por usar o dinheiro em outras áreas.
Mesmo não havendo registro de cancelamentos no Piauí, no ano passado, um dos blocos mais tradicionais do Carnaval de Luís Correia, o Crocodilo Beach, informou através de nota que não realizará festa este ano por conta da crise financeira. Essa é a primeira vez que o evento é adiado. A última edição do Crocodilo Beach foi realizada em fevereiro de 2017.

 


Fonte: Jornal Diário do Povo