versão para impressão

Matéria publicada: 16/03/2017 - 11:11

Correios fecha agências em Teresina e Timon

Este processo de fusão de agências nas cidades com mais de 50 mil habitantes.

Autor: Aline Vasconcelos

Nos últimos meses, pelo menos duas agências dos Correios de Teresina e uma de Timon (MA) foram fechadas. As unidades de Teresina foram as do Promorar e a da Avenida 7 de Setembro, no Centro da cidade, que sofreram fusão e a medida deixou usuários insatisfeitos. Além dessas, mais uma deve fechar nos próximos dias: a que está localizada no bairro Renascença, zona Sudeste da capital.

Foto/Reprodução Internet 

Este processo de fusão de agências nas cidades com mais de 50 mil habitantes está sendo realizado nas cinco regiões do país. O Sindicato dos Trabalhadores dos Correios do Piauí (Sintect) é contra essa medida e diz que a população será a mais prejudicada. 

“Isso prejudicará o usuário que terá que se deslocar para a sede e enfrentar filas enormes, mas também aos funcionários, que serão realojados e temem inclusive serem dispensados”, explica o presidente do sindicato dos trabalhadores, Edilson Nete.

Para os usuários, a retirada das agências implica em mais tempo nas filas. “Antes eu pagava minhas contas naquela parte que fica de frente pra Rua 7 de setembro. O atendimento ali era bem rápido, mas já fui informada que vão fechar, já prevejo mais horas em pé para pagar contas, o conforto do usuário não é levado em conta”, explica a servidora pública Ivanise Oliveira.

A empresária Irene Matos, que mora no bairro Promorar, também lamenta o fechamento da agência. “Agora eu tenho que ir para o bairro vizinho, que é no Parque Piauí para resolver coisas que eu só fazia pelos Correios, antes eu ia a pé, já que a agência aqui do bairro é quase ao lado da minha casa”, reitera.

Segundo nota de esclarecimento divulgada pela assessoria de comunicação dos Correios em Teresina, o fechamento de algumas agências está ligado à falta de segurança. “A agência que fica na Rua 7 de setembro, e é integrada a agência central, vai fechar porque lá o risco de assaltos é muito grande, então os dois guichês irão para a área da frente e o serviço será mantido. Já sobre a agência de Timon, o problema está em um contrato de locação do espaço e que já está sendo resolvido, as agências dos bairros Promorar e Renascença fazem parte do processo de fusão estabelecido nacionalmente”.

O processo de incorporação das agências de Teresina que farão parte do projeto de fusão será feito nos meses de maio e abril. No site dos Correios, os clientes poderão consultar qual agência ficará responsável pelo atendimento na região. Segundo os Correios, o projeto é uma das ações implementadas para reverter o cenário financeiro da empresa, visando a garantir a manutenção e a qualidade dos serviços à sociedade. A mudança será gradual e atingirá 250 unidades.


Fonte: Diário do Povo