20/10/2017 - 17:03

Ministério diz que governo reavalia fazer concessão do Aeroporto de Congonhas

O aeroporto é o mais rentável sob o comando da Infraero

O Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil afirmou hoje (20) que o governo reavalia manter os planos de leiloar no próximo ano a concessão do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Em nota, o ministério informou que o ministro Maurício Quintella apresentou na quinta-feira (19) ao presidente Michel Temer análises de consultorias independentes e estudos da aviação civil mostrando que a concessão de Congonhas, um aeroporto gerador de receitas, poderia prejudicar a sustentabilidade da Infraero.

"Dessa forma, os outros aeroportos do Sistema Infraero do país poderiam ser inviabilizados. Diante disso, o governo reavalia a concessão de Congonhas seguindo, única e exclusivamente, argumentação técnico financeira do ministério, sem interferências políticas externas", informou o ministério.

O aeroporto é o mais rentável sob o comando da Infraero. Em agosto, Congonhas foi incluído no programa de concessões por pressão da área econômica, que pretende arrecadar R$ 6 bilhões em taxas de outorga no próximo ano.
 
A previsão do governo era de que o edital com as regras para o leilão do aeroporto fossem publicadas no terceiro trimestre de 2018 e a realização do certame no quarto trimestre.

Além de Congonhas, o governo havia anunciado a concessão de outros 13 aeroportos que seriam licitados em blocos: Maceió (AL), João Pessoa (PB), Aracaju (SE), Juazeiro do Norte (CE), Campina Grande (PB), Recife (PE), Várzea Grande (MT), Rondonópolis (MT), Sinop (MT), Alta-Floresta (MT), Barra do Garças (MT), Vitória (ES) e Macaé (RJ).


Fonte: Agência Brasil