18/01/2018 - 17:18

Conselho propõe reajuste de tarifas, mas taxistas temem perder clientes

Para mudar os valores, os taxistas teriam custos

Autor: Claryanna Alves

Diante da reivindicação de taxista e mototaxistas de reajuste das tarifas cobradas pelas categorias, o Conselho de Transportes de Teresina se reuniu na manhã de ontem (17) na sede da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) para discutir o assunto.

Sobre o valor da tarifa técnica de táxi, foi definido pelos membros do Conselho o valor de R$4,50 a bandeirada, a bandeira 1  ficou em R$ 2,60, e a bandeira 2 em R$ 3,13, sendo estipulado para R$ 24,50 o valor da hora parada. Já o serviço de mototáxi teve tarifa técnica apresentada e o valor da bandeirada ficou em R$ 3,13, já a bandeira 1 ficou de R$ 1,08,  a bandeira 2,  em R$ 1,30, e o valor da hora parada, em R$11,18.

Para o presidente do Sindicato dos Taxistas de Teresina, Pedro Ferreira, o aumento proposto pelo Conselho não é algo vantajoso e que poderia gerar prejuízos para os taxistas. “A palavra aumento assusta os clientes. Não somos a favor de ter esse aumento de nove centavos no quilômetro rodado, que foi o que propuseram na planilha deles. Apenas para podermos pagar essa alteração, cada taxista teria de rodar três mil quilômetros, isso é um mês inteiro de serviço”, explica.

Para se adequar a qualquer aumento, os taxistas devem desembolsar cerca de R$ 300. São de R$ 50 a R$ 55 referentes ao selo do INMETRO e R$ 250 de uma peça a ser alterada no taxímetro, que vem de São Paulo.

Os taxistas pedem que haja uma diminuição na bandeirada e um aumento no quilômetro rodado. “Nós pensamos também nos clientes. A Strans quer congelar a bandeirada, mas queremos que ela diminua, ou seja, passe de R$ 4,50 para R$ 3,50. E tenha uma redução no quilômetro rodado maior do que sugeriram. Assim, quem faz viagens curtas, paga menos e quem roda mais, paga mais. É algo justo, tanto os taxistas como os passageiros ganham”, observa o presidente.

A Associação dos Mototaxistas de Teresina disse não ter apresentado uma proposta ao Conselho e que aguardou a decisão do mesmo.