25/04/2018 - 15:08

Oficinas discutem iluminação em audiovisual e LGBTs no cinema brasileiro

Nina Tedesco e Lufe Steffen são os facilitadores dos encontros que acontecem na Casa da Cultura

A Parada de Cinema torna pública as ofertas de oficinas da 5ª edição do evento. Este ano, a diretora de fotografia Nina Tedesco e o cineasta Lufe Steffan comandarão os encontros sobre iluminação e LGBTs no cinema brasileiro. As oficinas acontecem na Casa da Cultura de Teresina, de quarta (2) à sábado (5), nos turnos manhã e tarde, dentro da programação do evento.

Nina Tedesco é diretora de fotografia e membra do DAFB - Coletivo de Diretoras de Fotografia do Brasil, desde sua fundação, em 2016. Além disso, é professora do Departamento de Cinema e Vídeo da Universidade Federal Fluminense. Pesquisa relações entre gênero, sexualidade e construção de imagens em movimento. 

A oficina “Iluminação para audiovisual” tem duração de três dias (quinta à sábado), sempre pela manhã (9h às 12h). “Será uma capacitação para quem quer trabalhar com direção de fotografia, quer produzir, trabalhar com direção de arte ou colorista”, adianta. “Pretendo demonstrar os atravessamento que conformam a técnica da direção de fotografia, que são  atravessamentos de gênero, de orientação sexual, de raça”, diz a diretora. “Muita gente ainda acredita que as técnicas são neutras porque não se pára para fazer uma crítica disso”.

Já os encontros com o paulistano Lufe Steffen, pretendem trazer um panorama histórico do cinema LGBT brasileiro - passeando década por década, Lufe cita, comenta e debate diversos filmes que trazem personagens LGBTs em suas tramas, tentando assim uma historiografia dessa produção. “É importante saber como eram os filmes, como eram as representações e saber que isso não começou agora, não é uma novidade”, comenta ele que é também roteirista, jornalista e escritor. “Isso ajuda a saber o que foi feito, de onde viemos e para onde vamos”. 

A oficina com Lufe segue de quarta a sábado, no turno da tarde. O diretor também vai estar presente na sessão especial de abertura da 5ª edição da Mostra, exibindo o documentário São Paulo em Hi Fi, produzido e dirigido por ele em 2016. 

As oficinas são gratuitas e os interessados em participar devem preencher a ficha de inscrição disponível aqui e enviar para o e-mail: oficinadaparadadecinema@gmail.comaté o dia 30 de março. As vagas são limitadas e, após o envio, é preciso aguardar uma confirmação da sua inscrição. 


Fonte: Ascom