05/04/2017 - 12:10

Obras de Portelada em cartaz na Casa da Cultura

Nas obras, Portelada retrata cenas que vivenciou na infância

Autor: Thauanna Cavalcante

Devaldino Portelada, mais conhecido como Mestre Portelada, está completando 50 anos dedicados à pintura. Todo o trabalho deste artista piauiense poderá ser visto na Casa da Cultura, até o dia 3 de maio, dentro da exposição permanente “Regionalíssima”. A mostra é uma realização do Sesc, dentro do projeto Diálogos Visuais.

O projeto tem por objetivo divulgar o trabalho de grandes artistas que dedicam sua vida às artes visuais. Mestre Portelada não poderia ficar de fora deste trabalho, tendo grandes projetos no Piauí. Na exposição, ele retrata em suas obras, cenas que vivenciou durante a infância e juventude.

“Portelada morou nos estados do Maranhão, Ceará e Piauí e por isso tem muita história para contar através de suas obras. Nelas, ele retrata a colheita na roça, a vida das pessoas simples, retirantes, lendas piauienses e símbolos religiosos”, destaca a analista de Artes Visuais do Sesc Centro, Aliã Wamiri. 

Pela Casa da Cultura estão 34 obras do artista trabalhadas com pintura em acrílico. Segundo Aliã, o trabalho de Portelada é significativo e através dele consegue criar uma identidade. Suas obras trazem também uma composição alegre e emociona quem olha para cada imagem. 

Foto/Francisco Gilásio 

A exposição fica aberta nos turnos manhã, de 8h às 12h e tarde, de 14h às 17h, de segunda a sexta e sábado, de 8h às 12h, na Casa da Cultura, com visita mediada por estudantes de artes visuais. Dentro da exposição também haverá uma atividade educativa para as escolas, que é a de ler as imagens com os alunos. 

As instituições interessadas devem agendar visita previamente através do telefone (86) 3215-7849. A Casa da Cultura de Teresina fica localizada na Rua Rui Barbosa, nº 834, Centro.

De acordo com Josy Brito, diretora da Casa da Cultura, a intenção da instituição com essas atividades é fazer com que o público piauiense valorize sua cultura. “A ideia é fazer com as pessoas comecem a olhar para o seu próprio “umbigo” e assim valorize mais seus artistas, sua cultura”, conclui.

Foto/Francisco Gilásio 

Mestre Portelada já vem pintando os temas regionais e a figura do sertanejo ao longo dos anos e tem um trabalho reconhecido em nível nacional. O artista já expôs em Madri, na Espanha, por exemplo. Nas cores vibrantes de suas telas, ele retrata o cotidiano do sertanejo de uma forma bela e original.


Fonte: Diário do Povo