Fábio Teles
06/12/2017 - 06:00

Apenas 10% dos casos de parada cardiorrespiratória sobrevivem, porque a maioria das testemunhas não sabem fazer reanimação básica. Pensando nisso, o Hospital Flávio Santos promoveu um momento de orientações teóricas e práticas para os colaboradores não médicos em reanimação cardiopulmonar no último sábado, 02.